Melhores cidades para morar no Brasil: por que Florianópolis está na lista

scimoveis

O que entra na sua lista de itens necessários para que um município seja considerado uma das melhores cidades para morar no Brasil? Educação? Saúde? Segurança? Atividades ligadas à natureza? Oferta ampla de emprego? A lista pode ser infinita!

Mas, independentemente dos critérios medidos, Florianópolis sempre conquista um lugarzinho no topo de qualquer ranking de melhores cidades para morar no Brasil. Não por acaso que, segundo dados da Prefeitura da Capital, cerca de 8 mil pessoas escolhem se tornar “manezinhos” de coração todos os anos e fixar raízes na cidade.

A razão para isso tudo é que a Ilha da Magia reúne uma excelente estrutura de saúde e educação, associada a um forte incentivo pela prática de esportes e atividades ao ar livre que só um local com mais de 100 praias e muita área verde pode dar. Tudo isso se soma a uma elevada taxa de segurança e setores que estão empregando cada vez mais e voilá! Perfeita para todos os gostos.

Florianópolis é a melhor capital para se morar no Brasil, com destaque para a educação

Levando em conta saúde, educação e renda, Florianópolis é a capital brasileira com a melhor colocação no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) municipal. O levantamento realizado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) também apontou que a cidade é a terceira colocada no ranking geral do país – atrás de São Caetano do Sul e Águas de São Pedro, ambas em São Paulo.

O IDH de uma cidade é medido de 0 a 1, sendo que quão mais próximo de 1, melhor. Segundo a avaliação da ONU, a partir de 0,8 as cidades são consideradas como altamente desenvolvidas. A nota de Florianópolis 0,847 enquanto a média brasileira fica nos 0,727.

E foi na educação que Florianópolis conseguiu grande parte dos seus pontos. Segundo dados da Secretaria de Educação, mais de 70% dos jovens entre 15 e 17 anos da cidade têm o ensino fundamental completo. Isso se mostrou também na nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) medido pelo Ministério da Educação. Em 2012, a capital catarinense conseguiu o melhor resultado do Brasil, com 56% das escolas avaliadas entre 6 e 6,6 – mais do que a meta de 2019 para que elas chegassem em 6,1. Além disso, 46% das crianças entre zero e três anos estão matriculadas em creches, frente a apenas 27% na média nacional.

Saúde

Já na saúde, a presença de hospitais de referência, de Unidades de Pronto Atendimento nas regiões Norte e Sul e dezenas de postos de saúde espalhados pela cidade ajudam com que se chegue a uma expectativa de vida de 77,3 anos – 2,7 anos a mais do que a média nacional. Além disso, existe um forte incentivo por práticas alternativas de saúde como caminhadas, yoga e pilates.

Renda

No último quesito, que diz respeito à renda, Florianópolis também aparece bem. De acordo com dados da Associação Comercial de Florianópolis, 30% da população da cidade vive na Classe A. A renda per capita mensal é de R$ 1.800 na cidade, com grande destaque para o funcionalismo público, o turismo e o setor de TI que tem crescido a passos largos nos últimos anos e hoje já é o primeiro arrecadador de impostos do município.

Os índices são tão bons que uma outra pesquisa encomendada pela Exame.com com a consultoria Delta Economics & Finance avaliou 48 pontos importantes para o crescimento e desenvolvimento de crianças divididos em oito critérios como saúde, educação, segurança, infraestrutura e IDH. Nela, Florianópolis também foi consagrada como a melhor cidade do Brasil.

Além de ser uma das melhores cidades para morar no Brasil, Floripa também é a mais saudável

A grande quantidade de praias, as possibilidades de esportes ao ar livre e uma dose de vaidade fizeram com que a cidade catarinense recebesse outro título: o de capital com maior prática de atividade física.

Cerca de 47% dos adultos praticam ao menos 150 minutos de atividade física leve ou moderada por semana, de acordo com a pesquisa Vigitel 2014 divulgada pelo Ministério da Saúde.

Além disso, a cidade também está à frente no consumo de hortaliças e frutas. Segundo a pesquisa, 30% das pessoas consomem cinco porções desses alimentos diariamente – o que também se reflete em um índice menor de obesos na cidade.

Mas Florianópolis só realmente é uma das melhores cidades para morar no Brasil porque todos esses dados e números se juntam a uma coisa ímpar: a hospitalidade do povo manezinho.

cta-blog-sc-4-VendaELocacao