Faça você mesmo: kit para pequenos reparos e emergências diárias

scimoveis

Confira algumas dicas para montar o seu próprio kit para pequenos reparos e emergências diárias. 

 

Você é adepto do “faça você mesmo”? Pois, se ainda não aderiu a essa tendência, saiba que com algumas ferramentas básicas é possível realizar diferentes tipos de atividades, como pequenos reparos domésticos.

Possuir um kit de ferramentas básico é estar a postos para instalar quadros, cortinas, trocar o chuveiro e até mesmo para consertar uma fechadura. Além disso, pode ser divertido realizar essas atividades e você ainda elimina gastos extras com a contratação de serviços.

Em lojas especializadas, você encontra caixas de ferramentas completas ou pode comprar os itens separadamente. Mas atenção: para reparos e manutenções mais específicos, contrate profissionais habilitados – especialmente quando os serviços envolverem instalações elétricas.

 

 

Dicas para montar um kit de ferramentas básico

Trena

Muito usada na construção civil, a trena é uma fita métrica, em geral metálica, indicada para medir comprimento e altura. Em casa, por exemplo, a ferramenta é bastante útil para calcular e planejar a fixação de quadros, cortinas e até mesmo a mudança de móveis.

Martelo 

É um dos itens mais comuns em uma caixa de ferramentas. Para fixar e extrair pregos, ele possui um cabo de madeira ou de plástico com um arremate em T, geralmente de ferro ou aço.

 

 

Pregos de aço, parafusos, porcas e arruelas

O ideal é ter variedades em pequenas quantidades, organizadas por tamanho e tipo para facilitar a identificação no momento do reparo.

Chave de fenda, chave Philips e chave inglesa

Usada para apertar ou soltar parafusos, a chave de fenda é comercializada em uma grande variedade de estilos, tamanhos e formas. Já a chave Philips é usada em parafusos tipo estrela, comum em eletrodomésticos e eletroeletrônicos. A chave inglesa, por sua vez, permite girar qualquer tipo de parafuso ou porca, apertando-os ou soltando-os de maneira rápida.

Alicate

O modelo conhecido como alicate universal atende a muitas necessidades. Com ele, é possível cortar, torcer e dobrar fios, cabos elétricos e arames, ser auxiliado no posicionamento dos condutores e ao apertar porcas com parafusos.

Estilete 

É usado para cortar papel, plástico e outros materiais. No entanto, é importante ter cuidado e atenção na hora de manuseá-lo para não provocar qualquer acidente. Para isso, sempre o segure pelo apoio plástico e, assim que terminar de utilizá-lo, recolha a lâmina.

Fita isolante, fita veda rosca e fita crepe

Feita com materiais que não conduzem a eletricidade, a fita isolante tem grande utilidade nos mais variados tipos de isolamentos e proteções elétricas com o objetivo de se evitar choques e curto-circuitos. A fita veda rosca é usada em reparos em conexões hidráulicas, visando evitar vazamentos em canos. Já a fita crepe é multiúso e, entre outras funções, pode ser utilizada para proteger as paredes na hora da pintura.

 

 

Escada

Imprescindível para realizar consertos em locais altos com segurança, também é bastante útil para limpeza e organização.

Extensão e adaptadores de tomada

Utilizados em equipamentos com cabos curtos e também para plugar mais de um equipamento na tomada.

 

Cuidados que reduzem o risco de acidentes na hora de fazer pequenos reparos: 

 

O uso de equipamentos de proteção, como óculos e luvas, é essencial. O ideal é colocá-los antes de começar e retirá-los apenas após o término de cada atividade.

Não tenha pressa: algumas atividades levam mais tempo para serem realizadas, pelas suas condições e dificuldades. A pressa pode prejudicar o resultado e causar lesões.

Analise com atenção o conserto a ser feito e encontre a ferramenta certa. Utilizar uma ferramenta inadequada pode prejudicar o andamento do reparo, piorar ainda mais a situação e até resultar em algum acidente.

Atenção redobrada quando o reparo ou o equipamento utilizado envolver corrente elétrica. Certifique-se de que a rede elétrica esteja desligada antes de qualquer manuseio em fios, tomadas e chuveiros.

Por fim, para que o resultado seja gratificante, é importante agir com o máximo de segurança possível. Lembre-se: acidentes acontecem, mas, se tomadas as devidas medidas de segurança, podem ser evitados.

 

ctas-blog-1024x128-2-Decorar