Como usar o FGTS para entrada de um imóvel próprio?

scimoveis

Usar o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é uma ótima maneira de comprar a tão sonhada casa própria.

Muitas pessoas têm como grande plano de vida a aquisição do imóvel próprio. Mas, por mais que trabalhem bastante para atingir esse objetivo, não conseguem guardar dinheiro suficiente na poupança ou não encontram uma proposta interessante de empréstimo bancário que caiba no seu orçamento. Por isso, permanecem no aluguel.

O que muita gente não sabe, porém, é que é possível usar o FGTS para ajudar no sonho de comprar a casa própria. Esse recurso pode ser aproveitado tanto para adquirir uma residência pronta como para investir em um imóvel em construção.

Confira o passo a passo para utilizar seu FGTS e comprar um imóvel:

Requisitos

O FGTS nada mais é que um valor mensalmente depositado pela empresa em uma conta aberta em nome do empregado na Caixa Econômica Federal. O benefício foi criado para funcionar como reserva para o trabalhador, a fim de resguardá-lo em casos de emergência. Desde 1998, passou a ser possível usar o dinheiro desse fundo na compra da casa própria. Para isso, o interessado deve cumprir alguns requisitos:

  • Ter ao menos 3 anos de lançamentos em sua carteira de trabalho, mesmo que de forma não contínua;
  • Não ser comprador ou proprietário de imóvel residencial financiado pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) em qualquer parte do território brasileiro;
  • Não possuir imóvel residencial no município onde pretende comprar a propriedade;
  • Trabalhar ou residir no município em que o imóvel que pretende adquirir usando o FGTS está localizado.

 

Documentação Necessária

Se você se encaixa em todos os critérios listados acima, é hora de separar os documentos exigidos para pedir a liberação do dinheiro do FGTS no banco. São eles:

  • A carteira de identidade;
  • O Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);
  • A certidão de nascimento;
  • A certidão de estado civil, se for o caso;
  • A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • O comprovante de residência atual — contas de serviços, como água, gás ou luz, por exemplo, com no máximo 3 meses de vencimento;
  • A certidão de matrícula e uma cópia do IPTU do imóvel que deseja comprar.

Valores

Embora o FGTS seja uma boa solução para o financiamento da casa própria, é preciso ficar atento ao valor máximo de compra permitido pela legislação. Depois de 3 anos sem atualização, o montante foi ajustado em 2016. Agora, o limite máximo para compra de imóveis com recursos do FGTS é de 800 mil reais em todos os estados brasileiros, exceto em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal, onde o valor é de 950 mil reais.

Impedimentos

Além de ficar atento ao valor do imóvel, também é preciso estar ciente de que não é possível usar esse meio para comprar bens comerciais ou um terreno onde já exista uma construção em andamento. Os recursos do FGTS também não podem ser usados para reformar ou ampliar imóveis nem para a compra de materiais de construção. Por fim, o FGTS não pode ser sacado para comprar imóveis de terceiros, incluindo parentes e cônjuges.

O Investimento Certo

Na maioria dos casos, o FGTS é usado por quem está adquirindo a primeira casa própria. Especialmente nesse cenário, por ser um passo importante na vida familiar, os cuidados devem ser redobrados. E se o comprador não tiver qualquer experiência na área imobiliária, é preciso ter mais atenção ainda! Afinal, o valor retido na conta do FGTS é fruto de uma vida de trabalho, devendo ser investido da forma certa.

Para não errar na escolha do imóvel, fique atento e só efetue a compra depois de uma boa avaliação das possibilidades financeiras. Nesse momento de procura, busque uma imobiliária de confiança e com experiência no mercado. E se o imóvel ainda estiver em construção, cheque também a confiabilidade da construtora.

 

 

Independentemente do que escolher, avalie pessoalmente o imóvel pretendido. Verifique se a metragem realmente vai atender às demandas da família, converse com possíveis futuros vizinhos para entender a dinâmica e a segurança do bairro, além de avaliar acessos a serviços, como bancos e supermercados.

Por fim, se seu objetivo for obter uma renda com o imóvel, procure informar-se sobre o contexto e as perspectivas do mercado imobiliário no bairro, como valores de aluguel, a infraestrutura de serviços da região, linhas de ônibus e principais vias de acesso.

Financie o Valor Restante

Muitas vezes, o valor do imóvel é maior do que a pessoa tem no FGTS. Isso não impede, contudo, que realize a compra usando o fundo de garantia para quitar uma parte e financiando o que faltar. A dica é usar todo o saldo possível do FGTS como entrada no pagamento a fim de diminuir seu saldo devedor e, com isso, reduzir também o valor das parcelas e o tempo do financiamento.

Depois de todas essas dicas, quer usar seu FGTS para comprar seu imóvel próprio?  

A SC Imóveis tem mais de 15 anos de experiência e conta com uma equipe de profissionais treinados e que conhecem as melhores opções para seus clientes – locadores ou locatários – com garantia e segurança.

Localizada no Centro e na Praia dos Ingleses, ao norte da ilha de Florianópolis, a SC Imóveis possui inúmeras opções para quem procura por aluguel na capital catarinense.

A nossa imobiliária garante os melhores imóveis da região, pela proximidade com a praia e por estar localizada nos pontos de maior infraestrutura urbana do norte da ilha.

Nosso site conta com um refinado mecanismo de procura, com diversos filtros para que você encontre com mais facilidade os imóveis que se adequam às suas necessidades.

Entre em contato conosco por e-mail ou pelos telefones (48) 3239-1904 (Ingleses) e (48) 3224-5454 (Centro).

 

sc-imoveis-cta-infografico-investir-em-florianopolis