Conheça o bairro de Floripa que encaixa no seu perfil

scimoveis

Em pouco mais de 400km², Florianópolis abriga cinco regiões e 48 bairros. 97,3% desse território está na parte insular da cidade sobrando os outros 2,7% à área continental. Pode até parecer pouco, mas a Ilha da Magia é conhecida por sua capacidade de acolher diferentes tipos de pessoas e realidades mesmo em um pequeno espaço. E por isso garantimos que existe um bairro de Floripa que encaixa no seu perfil.

Para isso é interessante ter em mente qual característica de um bairro é essencial na hora da escolha de um imóvel para viver. Por exemplo: a proximidade com locais para a prática de esportes é imprescindível? Ou ter acesso fácil a bons restaurantes e baladas? Você busca um perfil de bairro mais calmo onde você encontra segurança para você e sua família?

Sabendo isso, as opções vão se delimitando até que você encontre o bairro perfeito para você. Neste post separamos algumas dessas características determinantes e explicamos quais bairros tem mais a ver com esse perfil. Confira!

 

Saiba qual o bairro de Floripa que encaixa no seu perfil em 10 quesitos

 

Bairro mais rico da cidade: Jurerê Internacional

Não é surpresa que o bairro mais conhecido por celebridades e pessoas com maior poder aquisitivo seja também o bairro com o valor mais alto do m², segundo um levantamento da Fecomércio sobre o mercado imobiliário de Florianópolis. O valor do m² fica próximo aos R$ 5,5 mil – mais de R$ 1,1 mil a mais do que a média da cidade. Se você já achou caro, leve em conta que esses valores compreendem os imóveis médios. Já na área de superluxo do bairro os valores podem variar entre R$ 9 mil e R$ 12 mil por m².

Bairro com preços mais acessível: Centrinho dos Ingleses e Campeche

O mesmo levantamento da Fecomércio pesquisou outros 19 bairros da cidade e apontou que, destes, o Centrinho dos Ingleses e o Campeche tinham o m² médio mais em conta. Nos Ingleses, inclusive, a possibilidade de comprar imóveis sem escritura pública também abaixa significativamente os preços. Em média, o metro quadrado custa R$ 3,7 mil no Centrinho dos Ingleses e R$ 3,8 mil no Campeche.

Bairro mais calmo: Armação e Pântano do Sul

Os bairros mais ao Sul da Ilha ainda são redutos de pescadores e muita calmaria. Sem tantos centros comerciais e opções de bares, os bairros da Armação e Pântano do Sul são excelentes para quem busca um lugar para relaxar e aproveitar as praias sem tanta badalação.

Bairro com as melhores opções gastronômicas: Coqueiros e Santo Antônio

Oficialmente, Florianópolis tem três Vias Gastronômicas sinalizadas e reconhecidas pela Prefeitura: a do Sol Poente (entre os bairros Santo Antônio e Sambaqui), na região Norte, de Coqueiros, na parte continental, e a do Ribeirão da Ilha, no Sul. As três reúnem um grande número de restaurantes, mas as de Coqueiros e Santo Antônio apresentam uma variedade maior de etnias, pratos e níveis de investimento.

Bairro mais badalado: Jurerê e Centro

Dois bairros de Florianópolis reúnem quase 90% das baladas da cidade: Jurerê e Centro. Enquanto em Jurerê muitas das baladas são mais para voltadas para o eletrônico e normalmente com mais ostentação, o Centro da cidade engloba opções de casas alternativas, eletrônicas e sertanejas.

Bairro mais universitário: Trindade, Carvoeira e Pantanal

Florianópolis é também uma cidade com forte caráter universitário. Além de ter um dos campi da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e dezenas de instituições particulares, é na parte central da cidade onde se encontra o maior campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), onde mais de 28 mil alunos estudam diariamente. Por isso não é de se espantar que os bairros próximos a Trindade, como Carvoeira e Pantanal, tenham uma grande concentração de repúblicas e apartamentos estudantis. As opções de lazer também entram no tino universitário: dezenas de bares, happy hours e vans para festas em outros bairros da cidade.

Bairro mais familiar: Santa Mônica/ Parque São Jorge/ Córrego Grande

Os bairros Santa Mônica, Parque São Jorge e Córrego Grande têm algumas características básicas muito amigáveis para quem busca um local para criar os filhos com segurança e tranquilidade. Todos os três possuem praças públicas, pouco movimento e bastante área verde (no Córrego Grande, inclusive, está localizado o Parque Municipal conhecido como Horto). Segundo as imobiliárias que atuam na região, as casas e apartamentos também têm metragens médias maiores e facilmente abrigam uma família de quatro a cinco pessoas.  

Bairro com mais presença da natureza: Lagoa da Conceição e Campeche

A Ilha de Santa Catarina é repleta de natureza em todos os pontos da cidade. São desde dunas e restingas e áreas de preservação e Mata Atlântica. Neste contexto, dois bairros se destacam: a Lagoa da Conceição e o Campeche. Ambas possuem praias famosas que são utilizadas por banhistas e esportistas, trilhas e muita área verde intocada.

Bairro mais alternativo: Canto dos Araçás

O Canto dos Araçás é uma área dentro do bairro da Lagoa da Conceição. Ela é conhecida por abrigar diversas feiras de artesanato e de produtos orgânicos. Este minibairro é escolhido por turistas e moradores que preferem um ambiente mais rústico e ecologicamente correto, onde macacos e pássaros são comumentes vistos rondando pelas ruas.

Bairro mais autossuficiente: Centro, Ingleses/ Canasvieiras, Coqueiros/Estreito

Com os problemas de mobilidade urbana que estão acometendo diversas cidades pelo país, a procura por um bairro autossuficiente cresceu. Nestes bairros é possível encontrar grandes centros de compras, cinemas, restaurantes, diversão noturna, facilidade no transporte público a distância metros ou poucos quilômetros.

E aí? Encontrou o bairro de Floripa que encaixa no seu perfil?

 

sc-imoveis-cta-infografico-investir-em-florianopolis